Brasil ganha prêmio “Fóssil do Dia” na COP28 por adesão à OPEP+

0
28
brasil-ganha-premio-“fossil-do-dia”-na-cop28-por-adesao-a-opep+
Brasil ganha prêmio “Fóssil do Dia” na COP28 por adesão à OPEP+

A desfaçatez de Alexandre Silveira quanto ao cartel do petróleo não passou batida pela Climate Action Network, que apropriadamente aponta a “lógica distorcida” do Brasil.

O presidente Lula tentou usar a transição energética como desculpa para o Brasil aderir Brasil à OPEP+ e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, disse que tal adesão não gerou nenhum mal-estar. Mas 1,3 mil organizações não governamentais de mais de 120 países reunidos na Climate Action Network (CAN) não pensam da mesma forma, e na 2ª feira (5/12), concederam ao país o prêmio “Fóssil do Dia”.

“O Brasil é o vencedor do dia por aparentemente confundir produção de petróleo com liderança ambiental”, afirmou a CAN no anúncio oficial e repleto de ironias, realizado na entrada do Expo City Dubai, onde acontece a COP28, informam Folha, g1, Um só planeta, Capital Reset, Agência Brasil e Blog do Pedlowski. O “antiprêmio” é dado diariamente pela entidade para o país que anunciou a pior medida na luta contra a crise climática nos dias anteriores da Conferência.

De acordo com os organizadores do “Fóssil do Dia”, a “empolgação na COP do ano passado era palpável, com o Brasil de Lula prometendo ser um sopro de ar fresco como campeão do clima”, destaca Jamil Chade no UOL. “Mas, como diria o Tio Ben do Homem-Aranha, com grande poder vem grande responsabilidade”.

A CAN menciona também o leilão da ANP de 603 blocos exploratórios de petróleo e gás fóssil em 13 de dezembro, um dia após o término oficial da COP28, lembra Daniela Chiaretti no Valor. E cita os cálculos do SEEG, do Observatório do Clima, que estima que as emissões dos combustíveis fósseis previstas para a Margem Equatorial mais que anularão as reduções obtidas com o desmatamento zero até 2030.

ClimaInfo, 5 de dezembro de 2023.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.

Você também pode se interessar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui