Quase um mês após morte de cantor, família ainda aguarda laudo que confirmará se ele foi picado por aranha

0
42
quase-um-mes-apos-morte-de-cantor,-familia-ainda-aguarda-laudo-que-confirmara-se-ele-foi-picado-por-aranha
Quase um mês após morte de cantor, família ainda aguarda laudo que confirmará se ele foi picado por aranha

Na época da morte, a Secretaria de Segurança Pública havia informado que o resultado dos exames ficaria pronto em um prazo de 10 dias. No entanto, o novo posicionamento é que as amostras coletadas ainda serão encaminhadas para um laboratório forense contratado pelo estado, onde devem ser feitos exames químicos e toxicológicos para saber se a causa da morte foi em decorrência de uma picada de aranha ou não. Ainda não há informações sobre quando o laudo será concluído. (Veja a nota completa abaixo)

O cantor morreu no dia 6 de novembro. Segundo a esposa, Jhullyenny Lisboa Silva, o rosto dele começou a escurecer e o cantor sentiu fraqueza no corpo. Por isso, procurou atendimento médico em Miranorte, onde morava, e foi encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) no domingo (5). A morte foi confirmada um dia depois.

De acordo com familiares, a morte de Darlyn foi em decorrência de uma picada de aranha porque a enteada dele, Jhullyanny Lisboa, de 18 anos, também teve sintomas parecidos com os do cantor. Os dois teriam se sentido mal no mesmo dia. Uma aranha foi encontrada na cama da jovem.

Veja como ficou o ferimento da enteada de cantor após suspeita de picada de aranha

Veja como ficou o ferimento da enteada de cantor após suspeita de picada de aranha

Darlyn se dedicava à música desde os 15 anos. Se apresentava em várias cidades do estado com uma banda composta pelo irmão Junior Morais, de 32 anos, na sanfona e um amigo no teclado. Segundo amigos, o cantor tinha planejado gravar um DVD em janeiro do próximo ano.

Darlyn Morais ao lado do irmão, Junior Morais, na sanfona (acima); Junior na regravação de música (abaixo) — Foto: Reprodução/Youtube

Confira a nota completa da Secretaria de Segurança Pública

A Secretaria da Segurança Pública do Tocantins (SSP-TO) esclarece que logo após o óbito do cantor Darlyn Morais, ocorrida no dia 6 de novembro, seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Palmas, onde passou por exames de necropsia, sendo liberado em seguida para os familiares.

A SSP-TO esclarece ainda que, na ocasião, foi colhida amostra para a realização dos exames químicos e toxicológicos pertinentes ao caso, que poderão confirmar se a causa da morte foi em decorrência de uma picada de aranha. A amostra será encaminhada a laboratório forense parceiro para processamento em cromatógrafo líquido de alta eficiência.

Mais informações serão repassadas em momento oportuno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui