Suspeito de agredir ex-namorada, amigos e a família dela é preso após descumprir medida protetiva

0
13
suspeito-de-agredir-ex-namorada,-amigos-e-a-familia-dela-e-preso-apos-descumprir-medida-protetiva
Suspeito de agredir ex-namorada, amigos e a família dela é preso após descumprir medida protetiva

Um homem de 29 anos foi preso em Gurupi, no sul do estado, após descumprir medida protetiva pelo crime de violência doméstica. Ele teria batido na ex-namorada, em pessoas da família dela e até em amigos. O suspeito também passagens pela polícia por duas tentativas de homicídios.

Os crimes foram registrados em Colinas do Tocantins, na região centro-norte do estado. A vítima foi agredida fisicamente, sofreu ameaças e perseguição. As mesmas ações contra a ex-namorada também se estenderam aos parentes e amigos dela.

A responsável pelo caso, delegada Olodes Nobre, titular da 4ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (DEAMV – Colinas), explicou que o suspeito chegou a ser preso. Mas foi solto e voltou a cometer os mesmos crimes contra a ex-namorada.

“Por conta das agressões, ameaças e perseguições, o homem foi preso ainda no início do mês de maio, mas alguns dias depois obteve liberdade. Porém, já no último dia 19 do mesmo mês, ele novamente praticou lesões corporais e ameaças contra a mesma vítima, sendo novamente decretada sua prisão cautelar”, explicou.

A delegada ainda disse que esse é um padrão frequente com mulheres que se relacionam com investigados por violência doméstica. “Quando mulheres que se relacionam amorosamente com o investigado decidem por um ponto final no relacionamento, ele fica extremamente violento e passa a praticar ameaças com arma de fogo, chegando a efetuar disparos, além de perseguir e praticar lesões corporais contra as vítimas, por não não aceitar o rompimento das relações”.

Segundo Olodes, a prisão do investigado traz segurança aos envolvidos no caso, já que as ações parecem um tipo de vingança do suspeito contra todos que fazem parte do ciclo familiar e de amizades da vítima.

“Todos acabaram sendo vítimas de crimes praticados no contexto de violência doméstica e sofreram danos a sua integridade física e psicológica, tão somente pelos caprichos de um homem que não aceitou o fim de um relacionamento e decidiu se vingar de todos”, disse a delegada.

O suspeito foi preso no dia 4 de junho em Gurupi e recambiado para a Unidade Penal Colinas do Tocantins. Mas o caso foi divulgado nesta quarta-feira (12). Após o fim das investigações, a Polícia Civil vai enviar o inquérito ao Poder Judiciário e Ministério Público para as medidas cabíveis.

*Arthur Girão é integrante do programa de estágio entre o Grupo Jaime Câmara e Universidade Federal do Tocantins (UFT), sob supervisão de Patricio Reis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui