Falso leilão faz vítima ter prejuízo de R$ 30 mil ao adquirir carro pela internet

0
4
falso-leilao-faz-vitima-ter-prejuizo-de-r$-30-mil-ao-adquirir-carro-pela-internet
Falso leilão faz vítima ter prejuízo de R$ 30 mil ao adquirir carro pela internet

Associação criminosa que criava sites de leilões falsos era investigada pela Polícia Civil desde 2022. Depois de cometerem a fraude eletrônica, os membros do grupo criminoso usavam várias contas bancárias para espalhar rapidamente o dinheiro obtido ilegalmente.


Viaturas da Polícia Civil do Tocantins — Foto: Reprodução/SSP-TO

Cinco pessoas foram indiciadas pela prática do golpe do leilão falso, na terça-feira (26). Conforme a Polícia Civil (PC), eles vão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato, mediante fraude eletrônica e lavagem de dinheiro.

As investigações começaram em junho de 2022, quando uma das vítima, ao visitar um site supostamente relacionado a leilões de veículos, demonstrou interesse em um dos carros e fez o arremate por cerca de R$ 30 mil através de transferência bancária. A vítima chegou a receber um termo de arrematação que garantia a propriedade do veículo.

No entanto, tudo se tratava de uma fraude elaborada, já que o leilão era falso e o carro nunca foi enviado para a vítima. O crime foi cometido através da criação de um site relacionado a um suposto serviço de leilão e do uso de um perfil no aplicativo de mensagens.

Associação criminosa

Um trabalho investigativo liderado pela Divisão Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC – Palmas), revelou a existência de uma autêntica associação criminosa, na qual pessoas residentes em São Paulo agiam juntas para obter ganhos financeiros através da prática de estelionato online e, posteriormente, lavagem de dinheiro.

Depois de cometerem a fraude eletrônica, os membros do grupo criminoso usavam várias contas bancárias para espalhar rapidamente o dinheiro obtido ilegalmente.

A quadrilha se valia de diferentes truques para esconder de onde veio esse dinheiro, como saques pequenos, transferências fracionadas e transações em máquinas de cartão.

Após as investigações, o inquérito policial foi enviado ao Poder Judiciário para que o Ministério Público tome as medidas legais necessárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui