Entregador precisa de cirurgia no olho após levar soco de cliente que se negou a pagar pizza

0
11
entregador-precisa-de-cirurgia-no-olho-apos-levar-soco-de-cliente-que-se-negou-a-pagar-pizza
Entregador precisa de cirurgia no olho após levar soco de cliente que se negou a pagar pizza

Vídeo mostra momento em que motoboys arrombam portão de cliente em Palmas

Vídeo mostra momento em que motoboys arrombam portão de cliente em Palmas

“Fui agredido com soco no olho quando eu estava na moto pronto para ir embora, porque a cliente disse que iria pegar a faca’, contou.

Depois de passar por consulta oftalmológica, na sexta-feira (1º), ele foi informado que fibras foram rompidas e a retina está dilatada. Por isso vai precisar fazer mais exames e uma cirurgia. Dione explicou que não está conseguindo enxergar com o olho direito.

O caso aconteceu na quinta-feira (29), em um bairro da região sul de Palmas. Conforme o relatório da polícia, um cliente tinha pedido uma pizza e ao receber a entrega disse que não iria pagar, pois o produto havia sido violado. Os nomes dos clientes não foram divulgados.

O entregador conversou com o g1 e contou que na última quinta-feira (29), uma cliente fez o pedido de uma pizza grande de dois sabores por aplicativo, no valor de R$ 75. O próprio dono fez a entrega. Após deixar a comida e sair, recebeu uma notificação da empresa de delivery, informando que o pedido havia sido cancelado e o dinheiro devolvido à cliente.

Entregador joga moto sobre portão de cliente em Palmas — Foto: Reprodução

Segundo o entregador, a mesma cliente já tinha feito o mesmo procedimento de cancelar o pedido após a entrega, no dia 25 de fevereiro. Por achar estranho a situação ele voltou à casa da cliente e quando chegou viu ela e um homem comendo a pizza e bebendo refrigerante. Dione então questionou por quê os clientes não pagaram a comida, dando início a discussão.

O dono da pizzaria contou que chegou a pegar o celular e um cordão dizendo que só devolveria se recebesse o pagamento pela pizza. O entregador ainda contou que a cliente o ameaçou dizendo que pegaria uma faca e em seguida o homem que estava com a cliente o agrediu com um soco no olho direito.

Os envolvidos foram levados para a 2ª Central de Atendimento da Polícia Civil e fizeram os boletins por lesão corporal. Segundo a polícia, eles foram liberados após prestarem depoimento.

Buzinas e arrombamento

Motoboys arrombaram portão de cliente que se negou a pagar pizza — Foto: Reprodução

A confusão foi registrada no Jardim Aureny IV, em Palmas, na noite do dia 29 de fevereiro. Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que um dos motoboys empina a moto e a joga na direção do portão.

A polícia informou que os entregadores foram na casa do cliente após a discussão. Nas imagens é possível ver várias, com mochilas de diferentes aplicativos, chegando na frente da casa buzinando. Em um momento, um entregador joga a moto sobre o portão e cai. Depois alguns entregadores chutam o portão.

Não há informações se os motoboys trabalham diretamente com os deliverys ou se apenas possuem as mochilas com os nomes das empresas.

Segundo a polícia, o morador voltou à delegacia e registrou um boletim de ocorrência por danos materiais depois de ter o portão danificado.

O caso será investigado pela 2ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo.

Veja as notas das empresas

Estamos apurando o caso internamente para identificar se o incidente ocorreu na nossa plataforma e, caso seja confirmado, adotaremos as ações cabíveis, incluindo o banimento dos envolvidos. A empresa reafirma que não tolera qualquer tipo de violência, seja ela cometida por entregador ou por cliente.

É importante destacar que o uso de uma bag com nossa marca não implica necessariamente que a pessoa esteja realizando uma entrega pelo iFood ou que seja um entregador registrado conosco. Vale ressaltar que não exigimos que os entregadores utilizem a bag (mochila) com o logo da empresa para fazer entregas através da nossa plataforma.

A empresa informou que o Uber Eats não opera no Brasil desde março de 2022.

A Tonolucro deseja comunicar que tomou conhecimento há poucos instantes do recente incidente através das redes sociais. Estamos comprometidos em conduzir uma investigação minuciosa para confirmar se os indivíduos envolvidos são, de fato, prestadores de serviços ativos em nossa plataforma. É importante destacar que nem todos que portam nossa mochila identificada estão atualmente prestando serviços para nosso aplicativo.

Expressamos veementemente nosso repúdio a este acontecimento e afirmamos nossa total disponibilidade para colaborar com as autoridades competentes nas investigações necessárias. Enfatizamos que qualquer forma de violência ou transgressão às leis brasileiras em vigor deve ser rigorosamente investigada e os responsáveis, punidos de acordo com a lei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui