Prefeito de Formoso do Araguaia é preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo durante operação da Polícia Federal

0
18
prefeito-de-formoso-do-araguaia-e-preso-em-flagrante-por-posse-ilegal-de-arma-de-fogo-durante-operacao-da-policia-federal
Prefeito de Formoso do Araguaia é preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo durante operação da Polícia Federal

Polícia Federal investiga o desvio de recursos públicos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar. Prefeito foi preso durante buscas em sua casa. Mais dois servidores também foram presos por posse ilegal de arma de fogo.


Prefeito de Formoso do Araguaia, Heno Rodrigues — Foto: Prefeitura de Formoso/Divulgação

O prefeito de Formoso do Araguaia, Heno Rodrigues da Silva (UB), foi preso por posse ilegal de arma de fogo durante as investigações da Polícia Federal nesta quinta-feira (1º). Os policiais iniciaram uma operação para investigar o desvio de recursos públicos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar.

Na manhã desta quinta, a polícia cumpriu mandados de busca na casa do prefeito. Ao todo foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão. O prefeito foi encaminhado para a base do departamento da PF, em Gurupi. O g1 solicitou um posicionamento à Prefeitura de Formoso do Araguaia e aguarda o retorno.

Por telefone o advogado de defesa do prefeito, Massaro Okada, informou ao g1 que está se inteirando sobre o caso para apresentar um posicionamento.

Polícia investiga desvio de recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar em Formoso do Araguaia — Foto: Divulgação/Polícia Federal do Tocantins

O contrato feito pela prefeitura junto ao programa de transporte é de 2022, no valor de R$ 2.203.260,64. A operação também investiga servidores que estariam utilizando de influência com empresários para obter supostas vantagens.

Os indiciados podem responder pelos crimes de organização criminosa, peculato, frustração do caráter competitivo de licitação, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e corrupção passiva, cujas penas somadas chegam a 62 anos de prisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui