Acionistas aumentam pressão para que a Shell reduza emissões

0
33
acionistas-aumentam-pressao-para-que-a-shell-reduza-emissoes
Acionistas aumentam pressão para que a Shell reduza emissões

Fundos que administram mais de US$ 4 trilhões em ativos uniram forças com ativistas do grupo Follow This para intensificar a pressão sobre a petroleira.

A vida da Shell não está fácil [ainda bem]. Um grupo de 27 fundos que administram mais de US$ 4 trilhões em ativos – entre eles, a maior gestora de ativos da Europa, a Amundi SA – uniram-se ao grupo ativista Follow This para aumentar a pressão sobre a petroleira para que reduza suas emissões de gases de efeito estufa.

O grupo vai apresentar uma resolução de acionistas para pressionar a Shell a finalmente se alinhar com o Acordo de Paris, segundo um comunicado divulgado na 2ª feira (15/1) e repercutido por Bloomberg, The Guardian, Financial Times, CNBC, Offshore Energy e Valor. É um passo além do que os investidores deram em anos anteriores, quando votaram a favor de resoluções apresentadas pela Follow This.

A resolução se concentra nas emissões de Escopo 3 – aquelas geradas pela queima dos combustíveis fósseis fornecidos pelas empresas de petróleo, que representam a maior parte dos gases de efeito estufa e que elas insistem em ignorar. Assim, o documento pede que a Shell alinhe sua meta de redução de médio prazo do Escopo 3 com as metas de limitar o aquecimento global a 1,5oC acima da temperatura média registrada no período pré-industrial.

“Pedimos à Shell que estabeleça uma meta credível de emissões absolutas de Escopo 3. Isso demonstraria liderança, mostraria que a Shell leva a sério a transição de seus negócios e desempenharia um papel na geração de mudanças no mundo real”, disse à Reuters Diandra Soobiah, chefe de investimento responsável do fundo de pensão britânico NEST.

Além da Amundi e do NEST, o grupo de investidores cofiliados inclui o provedor de pensão Scottish Widows, Candriam, Rathbones Group e Edmond de Rothschild Asset Management. Os 27 investidores possuem, em conjunto, cerca de 5% das ações da Shell, de acordo com a Follow This.

No ano passado, a resolução Follow This obteve o apoio de 20% dos acionistas da Shell numa assembleia geral barulhenta. Nela, os manifestantes tentaram invadir o palco e bradaram um sonoro “Go to hell, Shell” ao ritmo de “Hit the road, Jack”, imortalizada por Ray Charles.

ClimaInfo, 17 de janeiro de 2024.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.

Você também pode se interessar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui