Animais são abandonados para morrer em lixão e voluntários pedem ajuda:

0
35
animais-sao-abandonados-para-morrer-em-lixao-e-voluntarios-pedem-ajuda:
Animais são abandonados para morrer em lixão e voluntários pedem ajuda:

A Prefeitura de Paraíso afirmou que realiza campanha para diminuir o abandono de animais, mas que não pode recolhê-los porque não tem um centro de zoonoses e reforçou o pedido para que a população não abandone os animais. Sobre o lixão, disse que estuda maneiras de criar um aterro sanitário na cidade. (Veja nota completa abaixo)

Entre lixo, chorume e até urubus, o lixão a céu aberto se tornou um local onde pessoas deixam cães, a maioria fêmeas.

Cão abandonado em lixão de Paraíso — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

“Você só vai lá: eu não quero mais, vou descartar; é um tratamento caro, vou descartar. Os animais não são descartáveis. Não custa você cuidar deles, tentar pedir ajuda”, disse a empresária Adriane Alves.

A situação não é nova, mas a frequência com que tem se repetido preocupa os voluntários da causa animal. O ambiente é insalubre, com riscos de proliferação de doenças que podem contaminar não só os cães, mas também as pessoas.

Os protetores até tentam resgatar os cães, mas nunca é suficiente e sempre surgem novos animais. Sempre que possível eles se revezam para levar água e comida, mas acreditam que a solução para o problema depende de um programa mais amplo de castração.

“Só através da castração que a gente vai minimizar a superpopulação de animais abandonados e de maus-tratos […] As autoridades precisam ver que os animais também são um caso de saúde pública”, comentou a técnica em radiologia Francielle Mota.

Lixão em Paraíso do Tocantins — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Os voluntários explicam que hoje o município já realiza uma ação neste sentido, mas o número de vagas ainda é pequeno. Além disso, destacam que abandonar animais é crime.

Sem contar que próprio lixão, segundo as normas sanitárias, nem deveria existir. Enquanto nada é feito, os animais seguem sendo largados à própria sorte sem água, comida ou qualquer tipo de cuidado no lixão de paraíso.

O que diz a Prefeitura de Paraíso

A Prefeitura de Paraíso do Tocantins, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, está empenhada na resolução da disposição de lixo do município. Esta demanda se encontra com a equipe técnica e jurídica em estudo a respeito das melhorias do lixão, para instalação do aterro sanitário.

Corroborando com este empenho, uma reunião foi realizada com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) no mês de novembro para avaliar o modelo apropriado de destinação de resíduos sólidos do município.

Com relação a preocupante situação dos animais que estão sendo abandonados e envenenados no distrito de Santa Luzia, a Prefeitura de Paraíso, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece à população do projeto “Castrar Faz Bem”, uma iniciativa que visa reduzir o número de animais abandonados nas ruas. Este projeto é uma medida fundamental para controlar o aumento populacional de cães e gatos de rua, demonstrando nosso compromisso em lidar com essa questão.

No entanto, o recolhimento de animais errantes não é possível devido à ausência de um centro de zoonoses no município. Neste contexto, apelamos à comunidade para que tenha cautela e respeito com os animais de rua, evitando o abandono e o fornecimento de substâncias nocivas.

É importante ressaltar que a Prefeitura realiza ainda um trabalho constante de controle das doenças endêmicas, como a leishmaniose (calazar) e a raiva. Para isso, efetuamos coletas de sangue para análises da leishmaniose e realizamos a vacinação antirrábica anualmente.

Reforçamos o apelo para que a comunidade colabore, cuidando dos animais e evitando práticas que possam colocar em risco a saúde e bem-estar dos animais. A Prefeitura de Paraíso através de suas secretarias, segue trabalhando incansavelmente para resolução destes problemas.

Estamos à disposição para demais esclarecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui