Moradores que tiveram apartamentos danificados por chuva reclamam de infiltração e temem desabamento:

0
28
moradores-que-tiveram-apartamentos-danificados-por-chuva-reclamam-de-infiltracao-e-temem-desabamento:
Moradores que tiveram apartamentos danificados por chuva reclamam de infiltração e temem desabamento:

A dona de casa, Lucilene Soares, mora no quarto andar do bloco em que o teto foi destruído, restando só a laje. Ela viajou no final do ano passado e ficou 15 dias fora. Após voltar encontrou a casa alagada, com lama, infiltrações e tomadas estouradas. Por causa da situação, ela teve que ir morar na casa da sogra.

“Muitas famílias aqui não tem para onde ir. Já saíram, alugaram apartamento, não tem nem como pagar aluguel e aí fica difícil demais. A gente está sem teto e a chuva de Palmas é muito perigosa. Muito desagradável, porque a gente viaja e quando chega está essa situação, de estar sem teto, de não ter para onde ir”, disse.

Inês Rodrigues teve que mover objetos e móveis dos cômodos após os estragos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A chuva que destruiu o bloco foi registrada no dia 17 de dezembro. Outras partes da região sul da Capital também foram afetadas. Desde que a chuva caiu na os moradores estão tendo que conviver com os estrados. A dona de casa, Inês Rodrigues, continua no apartamento, mas conta que por causa dos estragos teve que mover vários móveis e objetos dos cômodos.

“Minha sala alagada o tempo todo, a cozinha, tudo. Já não tem mais para onde puxar, mover, porque infelizmente é pequenininho e não tem para onde eu puxar mais nada. Dentro dos quartos também já está com muita água também. Já teve noite que nem dormi com medo. A gente tem medo de desabar isso aqui devido a tanta infiltração que está tendo nesse bloco“. contou.

Teto do residencial foi destruído após chuva forte em Palmas — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A Prefeitura de Palmas informou que o residencial não possui mais seguro da edificação pelo Programa Minha Casa Minha Vida e que neste caso o condomínio deve procurar formas de possuir o próprio seguro. O município também disse que tem buscado auxiliar os moradores e os materiais para as obras já começaram a chegar ao local. (Veja nota completa abaixo)

O residencial tem 224 apartamentos, divididos em 14 blocos. O síndico, Francisco Simão, diz que já encaminhou documento para prefeitura solicitando as providências, mas o início das obras tem demorado.

“Eles garantiram que vão fazer o serviço, mas está demorando muito e assim as pessoas ficam nos cobrando, pedindo uma solução mais rápida. No entanto ainda não apareceu essa ajuda. Está demorando, o tempo está passando, as chuvas estão aí. A gente sabe que está chovendo bastante agora e a gente procura uma solução”, contou.

Bloco de residencial fica sem teto após chuva em Palmas — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Depois dos estrados, os moradores temem que com as próximas chuvas a situação piore. “A gente tá perdido, sem saber o que fazer porque o gasto é muito grande para resolver e cada dia que chove está piorando, deteriorando mais”, disse a moradora Marley Rodrigues.

Veja nota completa da Prefeitura de Palmas

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria Municipal da Habitação (Sehab), informa que o Município tem buscado formas de auxiliar os moradores na reforma do telhado do residencial e os materiais para as obras já começaram a chegar ao local.

A Sehab ressalta, contudo, que o empreendimento não possui mais seguro da edificação por intermédio do Programa Minha Casa Minha Vida e, neste caso o condomínio deve procurar formas de possuir o próprio seguro condominial, para arcar com o reparo das unidades habitacionais. Informa, ainda, que está à disposição dos moradores para eventuais questionamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui