Criança com síndrome de West adotada pelo padrasto ganha casa reformada e tem melhora na saúde

0
32
crianca-com-sindrome-de-west-adotada-pelo-padrasto-ganha-casa-reformada-e-tem-melhora-na-saude
Criança com síndrome de West adotada pelo padrasto ganha casa reformada e tem melhora na saúde

“Antes ele fazia o uso de aspirador. Ele tinha um aspirador aqui emprestado, nós trouxemos e recentemente eu levei de volta porque não houve mais a necessidade. Então assim, essa questão social, do ambiente que ele estava inserido era totalmente insalubre. A gente vê essa melhora tanto na parte clínica, até na resposta da fisioterapia, motora e cognitiva dele. Eu senti essa diferença”, explicou a fisioterapeuta, Daniela Moreira, que acompanha a criança.

“Ele passa muito tempo deitado e cansa, às vezes enjoa, e passo um bom tempo com ele no colo também. No dia a dia com ele dou banho, os medicamentos certinho, que tem que ser de 12 em 12 horas. Ele é muito brincalhão, muito sorridente. É até sapeca o bichinho. Tem um apego muito grande com a gente”, disse o pai, alegre pela evolução no tratamento do filho.

A ação foi realizada por voluntários da Associação de Amigos do Hospital Geral de Palmas (HGP). A casa foi entregue em junho do ano passado.

“Quando chegamos aqui encontramos a família morando em uma casa de lona, chão batido, um calor muito grande dentro da casa. Quando chegamos no hospital passamos para direção e para a diretoria da Associação Amigos do HGP. Aí eles se juntaram e vieram fazer a visita, conhecer a realidade e imediatamente se imobilizaram para conseguir parceiros e doações para construir uma casa para eles.”, contou a voluntária Vanessa Flores.

Imagem Reprodução/TV Anhanguera Imagem Reprodução/TV Anhanguera

Casa antes e depois da reforma feita por voluntários — Foto 1: Reprodução/TV Anhanguera — Foto 2: Reprodução/TV Anhanguera

No começo Horlando não acreditava que a reforma realmente seria feita. Depois de um tempo chegou a mexer com a construção da casa até que os voluntários chegaram com a boa notícia.

“No início eu não acreditei não. Eles vieram, falaram e depois sumiram e passaram um tempo. Até pensei “vou até mexer na construção ali porque esse pessoal não vem não”. Aí eu estava até mexendo já quando o pessoal chegou. Chegaram e falaram ‘a gente quer que vocês saiam se casa. A gente aluga um lugar para vocês porque nós vamos reformar a casa e entregar pronta. E assim eles fizeram”, contou.

Horlando Rocha cuida do filho Kalven, diagnosticado com a Síndrome de West — Foto: Arquivo pessoal

Agora pai e filho aproveitam casa espaço da casa. Os cômodos passaram a representar amor e qualidade de vida para o pequeno e amado Kelven.

“Eu desejo para ele só coisa boa, tudo de bom e do melhor porque ele merece né? Merece muito. Hoje para mim ele representa tudo. Não consigo nem imaginar o que seria de mim sem esse menino não”, disse o pai.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui