Motorista de aplicativo foi assassinado por engano durante corrida, diz polícia

0
29
motorista-de-aplicativo-foi-assassinado-por-engano-durante-corrida,-diz-policia
Motorista de aplicativo foi assassinado por engano durante corrida, diz polícia

O motorista de aplicativo Juscelino de Sousa Rosa, de 35 anos, pode ter sido morto por engano, segundo a Polícia Civil. Ele foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (29), enquanto fazia uma corrida com três passageiros no setor Couto Magalhães, em Araguaína, norte do Tocantins.

Conforme boletim de ocorrência registrado na 5ª Central de Atendimento da Polícia Civil, Juscelino seguia pela Av. C, no setor Couto Magalhães, quando foi surpreendido por um carro preto que parou ao lado e disparou vários tiros. Ele tinha acabado de pegar os passageiros em um bar.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que, segundo o relato feito na delegacia, os passageiros teriam envolvimento com uma facção criminosa, mas isso ainda está sendo investigado pela Polícia Civil.

O homem foi encontrado sem documento de identificação — Foto: Reprodução/ rede social

Um dos passageiros era uma mulher que foi atingida na perna e encontrada no Hospital Regional de Araguaína. Ela relatou à Polícia Militar que outra mulher havia encomendado sua morte e de um amigo, que também estava no veículo. Segundo o que ela contou à PM, o crime seria motivado por guerra entre facções.

O carro ficou com várias marcas de tiros. A perícia constatou 14 perfurações, sendo que quatro tiros atingiram Juscelino.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi ao local, mas apenas confirmou a morte dele. O Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína buscou o corpo, que deverá ser liberado ainda nesta sexta-feira (29).

O caso agora está sendo investigado pela 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Araguaína. Ainda conforme a SSP, a equipe está em diligências no sentido de elucidar todas as circunstâncias do fato, bem como identificar a autoria do crime.

O que diz a SSP

A Secretaria da Segurança Pública do Tocantins informa que o caso de homicídio do senhor Juceslino de Sousa Rosa, 35 anos, já está sendo investigado pela 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Araguaína. A equipe da DHPP – Araguaína segue em diligências no sentido de elucidar todas as circunstâncias do fato, bem como identificar a autoria do crime.

Conforme boletim de ocorrência registrado na 5ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, o crime ocorreu na madrugada desta sexta-feira, 29, por volta de 5h, quando a vítima, que era motorista de aplicativo, estava trabalhando. Ainda conforme relato, a vítima levava três passageiros que, segundo informações seriam faccionados, porém tal informação ainda não foi ratificada pela equipe investigativa.

Durante o trajeto, a vítima ao passar pela Av. C, no setor Couto Magalhães, foi surpreendida por um carro preto que parou ao lado do seu veículo e efetuou vários disparos de arma de fogo com o objetivo de atingir os passageiros do veículo. O motorista de aplicativo foi atingido pelos disparos e foi a óbito ainda no local. Uma mulher que estava no interior do veículo também teria sido atingida na perna.

O corpo de Juceslino foi encaminhado para Núcleo de Medicina Legal de Araguaína, onde passa por exames de necropsia e deve ser liberado aos familiares até o final da manhã. Mais informações serão repassadas em momento oportuno.

Secretaria da Segurança Pública do Tocantins

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui