Paulo Vieira chora ao receber prêmio nos Melhores do Ano e lembra fase difícil:

0
32
paulo-vieira-chora-ao-receber-premio-nos-melhores-do-ano-e-lembra-fase-dificil:
Paulo Vieira chora ao receber prêmio nos Melhores do Ano e lembra fase difícil:

O humorista tocantinense Paulo Vieira foi às lágrimas ao levar o prêmio Melhores do Ano, na categoria Humor, neste domingo (17). Ao receber o troféu, ele citou Paulo Gustavo como referência, relatou um perrengue que enfrentou junto com o também humorista Rafael Portugal no início da carreira e lembrou uma fase difícil que passou antes de receber convite de Fábio Porchat: “Estava sendo despejado”.

A premiação foi realizada no programa ‘Domingão com Huck’, para valorizar os melhores da dramaturgia, do jornalismo, do humor e da música.

Durante a premiação, Paulo Vieira impressionou internautas pela coragem e irreverência, ao fazer piadas até com a onda de demissões da Globo.

Ele concorreu o prêmio com os humoristas Rafael Portugal e Fábio Porchat. O troféu, que recebeu o nome de Paulo Gustavo, foi entregue pela mãe do artista, a dona Déa Lúcia.

Após ser anunciado vencedor, o tocantinense beijou a namorada Ilana Sales, abraçou a dona Déa e falou sobre o legado deixado por Paulo Gustavo, que morreu em maio de 2021.

“É uma honra estar recebendo o troféu Paulo Gustavo das mãos da senhora. Eu sempre fui apaixonado pelo Paulo e eu acho que ele segue vivo cada vez que o comediante se propõe a fazer comédia na televisão. Ele é uma inspiração para todos nós e esse troféu não poderia ter outro nome a não ser o nome do filho da senhora.”

Paulo Vieira levou o prêmio Melhores do Ano na categoria Humor — Foto: Reprodução/Instagram

Emocionado, ele agradeceu Rafael Portugal e lembrou um perrengue vivido pelos dois há cerca de 10 anos. Na época, eles não tinham dinheiro nem para pagar o ônibus, relatou Paulo.

“Eu quero agradecer a quem estava comigo nesse prêmio. Eu conheci Rafael Portugal há 10 anos atrás num teste de um programa muito ruim. A gente estava tentando entrar no programa ruim e a gente estava tão ferrado que acabou o teste, 10 anos atrás, a gente saiu do estúdio e eu falei pra ele: ‘Cara, eu não tenho dinheiro para voltar para casa’. Ele falou: ‘Nem eu’. A gente voltou para pedir um dinheiro para o dono do programa. Tipo: ‘A gente fez o teste dá um dinheiro para a gente voltar para casa de ônibus’. Eu achei tão simbólico a gente estar indicado aqui”.

Paulo também citou um momento difícil que enfrentou anos atrás. Ele estava sendo despejado, quando recebeu oferta de emprego do humorista e apresentador Fábio Porchat.

“Não posso deixar de falar, Fábio Porchat, uma pessoa que me estendeu a mão, que me deu tanta oportunidade. Fábio me convidou para fazer o programa dele na Record, quando ele me convidou, eu estava despejado e foi revolucionário. História triste é o que tem aqui”.

Durante o discurso, o tocantinense falou sobre a felicidade e o orgulho de trabalhar na Rede Globo, agradeceu a namorada Ilana Sales e citou artistas que abriram caminho para essa nova geração.

“Eu fui agora a Nigéria e me disseram lá que um homem só se torna um grande homem quando monta nos ombros dos seus ancestrais. Eu montei e eu quero dizer que eu vejo um caminho lindo para todos nós. Dito isso, sobre ancestralidade, eu quero agradecer a todas as pessoas que vieram antes de mim, e aqui eu estou falando de Lázaro Ramos, aqui estou falando de Luiz Miranda, aqui estou falando de Tony Tornado. Muito obrigado a todos vocês que fizeram antes, a todos os atores que construíram essa empresa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui