Homem é condenado a 42 anos de prisão por matar ex-companheira com golpes de concreto na cabeça

0
35
homem-e-condenado-a-42-anos-de-prisao-por-matar-ex-companheira-com-golpes-de-concreto-na-cabeca
Homem é condenado a 42 anos de prisão por matar ex-companheira com golpes de concreto na cabeça

Crime aconteceu em maio de 2022 em Gurupi, no sul do estado. Ele ainda está foragido.


Fórum de gurupi — Foto: TJ/Reprodução

Claudio Jerre Alexandre Dias foi condenado a 42 anos de prisão pelo assassinato da ex-companheira Yonara Alves de Souza. Ela foi assassinada com golpes de concreto na cabeça em maio de 2022. O réu está foragido e não foi encontrado pela Justiça durante o processo.

O julgamento em júri popular aconteceu na quarta-feira (29) no Fórum de Gurupi. O g1 não conseguiu contato com nenhum advogado dele.

O assassinato aconteceu porque o homem não aceitava o fim do relacionamento. Os jurados entenderam que o crime ocorreu de maneira qualificada porque a vítima foi surpreendida com a pancada na cabeça.

Segundo o processo, Yonara sofria um longo histórico de violência doméstica. Ela chegou a pedir medidas protetivas de urgência contra o homem.

“O acusado já havia agredido a vítima anteriormente com uma picareta, em Palmas, fazendo com que esta sofresse fratura frontal e trauma occipital, ocasionando perigo de vida, incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 dias”, apontou o juiz Jossaner Nery Nogueira Luna.

Conforme a decisão, a pena deverá ser cumprida em regime inicial fechado. Denúncias sobre o paradeiro do homem devem ser feitas no disque 100 da Delegacia de Captura ou no 190.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui