Resultado final do concurso da Educação é divulgado e posse está prevista para fim do ano letivo, diz governo

0
33
resultado-final-do-concurso-da-educacao-e-divulgado-e-posse-esta-prevista-para-fim-do-ano-letivo,-diz-governo
Resultado final do concurso da Educação é divulgado e posse está prevista para fim do ano letivo, diz governo

Após convocação, aprovados poderão tomar posse de forma virtual, que segundo a gestão, vai facilitar o procedimento para quem mora em outros estados.


Secretaria da Educação, em Palmas — Foto: Mari Rios/Governo do Tocantins

O Governo do Estado divulgou o resultado final do concurso da Secretaria Estadual da Educação (Seduc). Também é possível conferir o resultado definitivo da perícia médica. O governo não deu data, mas informou que a posse dos aprovados está prevista para ocorrer no fim deste ano letivo.

Os nomes dos futuros servidores da Educação estão na edição do Diário Oficial desta quinta-feira (30). Também é possível consultar a lista no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV) banca responsável pela realização das etapas do certame.

O concurso ofertou 5.242 vagas para os cargos de professor, coordenador pedagógico e orientador educacional da educação básica e educação indígena. Atualmente, com o reajuste de 11% somado à data-base de 5,93%, a remuneração inicial é de R$ 5.674,35.

Posse digital

De acordo com a Secretaria de Estado da Administração (Secad), depois da convocação, a posse dos aprovados será feita de forma digital. Isso inclui o envio da documentação necessária, procedimentos on-line e suporte técnico.

O objetivo, segundo a pasta, é facilitar a logística para os novos servidores, levando em consideração os que ainda moram em outros estados, além da agilidade e eficácia dos trâmites.

Relembre o concurso

Aguardado pelos profissionais por 14 anos, o concurso da Educação teve o edital lançado no dia 9 de fevereiro de 2023 e atraiu 35.986 inscritos. As provas objetivas foram aplicadas no dia 11 de junho.

O primeiro resultado das etapas saiu no dia 1º de agosto. Desde essa data, os candidatos que passaram para as etapas seguintes tiveram que fazer prova discursiva, avaliação de títulos, perícia médica e outros procedimentos que faziam parte da seleção.

Apesar da quantidade de inscritos e do grande número de vaga, o secretário da Administração, Paulo César Benfica Filho, explicou que nem todas foram preenchidas. “Em função do não alcance de notas e requisitos mínimos, o quantitativo total de vagas não foi preenchido. Agradecemos a todos os participantes e contamos com o empenho dos selecionados para fortalecer a educação em nosso Estado”, disse.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui