Minas e Energia confirma “convite” para o Brasil aderir à OPEP+

0
33
minas-e-energia-confirma-“convite”-para-o-brasil-aderir-a-opep+
Minas e Energia confirma “convite” para o Brasil aderir à OPEP+

No 1º dia da COP28, ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, confirma que governo estuda aderir à OPEP+, cartel dos grandes produtores de petróleo.

Enquanto cientistas, ambientalistas e organizações da sociedade civil clamam para que a COP28 proponha um cronograma efetivo e urgente para reduzir a produção e o consumo de combustíveis fósseis e, com isso, tentar minimizar a crise climática no planeta, o governo brasileiro mostra mais uma de suas contradições. O país analisa um convite feito pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para se tornar um dos “aliados” do grupo a partir de janeiro de 2024.

A informação foi confirmada ao g1 pela Secretaria de Comunicação Social do governo, que disse não haver decisão tomada sobre o convite. Segundo interlocutores do governo, o tema está sob análise do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira – um declarado defensor dos combustíveis fósseis e da exploração de petróleo na foz do Amazonas.

E onde há fumaça (de combustíveis fósseis), há fogo. Na 5ª feira (30/11), Silveira participou de um encontro do bloco e sinalizou que o governo Lula “confirmou nossa carta de cooperação” e que isso poderia ocorrer a partir de 2024. O Planalto explicou que não se trata ainda de uma adesão e uma decisão final. O ministro, porém, mostrou-se disposto a “trabalhar” com o bloco, conta Jamil Chade, do UOL.

A OPEP e Aliados (OPEP+) confirmou em seu site oficial o convite ao Brasil para integrar o grupo, bem como a realização da 36ª reunião ministerial ontem com a presença de Silveira, detalha o Valor Investe. E pelo comunicado da organização, parece que a adesão já são favas contadas.

“A reunião deu as boas-vindas a Sua Excelência Alexandre Silveira de Oliveira, Ministro de Minas e Energia da República Federativa do Brasil, que aderirá à Carta de Cooperação da OPEP+ a partir de janeiro de 2024”, detalhou a organização, em seu informe. Não está clara, contudo, como seria a participação do Brasil na entidade, explica a Folha.

Poder 360, CNN, InfoMoney e Carta Capital também noticiaram o convite da OPEP e a possível adesão brasileira ao cartel de exportadores de petróleo.

ClimaInfo, 1º de dezembro de 2023.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.

Você também pode se interessar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui