Petróleo na mira da COP28: OPEP acusa IEA de “difamar” indústria de combustíveis fósseis

0
43
petroleo-na-mira-da-cop28:-opep-acusa-iea-de-“difamar”-industria-de-combustiveis-fosseis
Petróleo na mira da COP28: OPEP acusa IEA de “difamar” indústria de combustíveis fósseis

O cartel de países petroleiros tenta responder à pressão internacional contra a indústria de combustíveis fósseis na véspera da Conferência do Clima de Dubai (COP28).

O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Haitham al-Ghais, vestiu a carapuça e divulgou uma nota contrária às recomendações da Agência Internacional de Energia (IEA) para as discussões sobre a eliminação gradual dos combustíveis fósseis na COP28.

Uma das broncas é coisa para negacionista nenhum botar defeito: o chefe do cartel petroleiro criticou a constatação óbvia feita pela IEA de que a indústria de combustíveis fósseis é a principal responsável pela crise climática. Para al-Ghais, isso é uma “difamação”.

“A forma como a IEA tem infelizmente utilizado suas plataformas de redes sociais nos últimos dias para criticar e instruir a indústria do petróleo e do gás não é, no mínimo, diplomática”, reclamou o secretário-geral da OPEP.

Outra bronca da OPEP com a IEA também soa infantil por negar uma obviedade: a de que as tecnologias para captura e armazenamento de carbono ainda são incipientes e caras e que apostar nelas neste momento é uma “ilusão”. Para o chefe do cartel, essa simples constatação seria um exagero que dificulta a construção de entendimentos entre os países.

Nos últimos anos, IEA e OPEP vêm trocando farpas públicas sobre o caminho para a transição energética. Enquanto a Agência defende uma abordagem baseada na ciência em prol de uma transição mais rápida para fontes renováveis de energia, o cartel petroleiro é obviamente mais cauteloso e insiste na necessidade de expandir a produção de combustíveis fósseis para garantir a “segurança energética”.

Essas duas visões estarão presentes na COP28, literalmente. Pela primeira vez, a OPEP contará com um pavilhão dentro do espaço oficial da Conferência, a convite dos Emirados Árabes, um dos maiores produtores de petróleo do mundo e anfitrião da COP. Já a IEA é presença tradicional nas Conferências do Clima.

Axios, Bloomberg, CNBC, Oil Price e Reuters, entre outros, abordaram o chororô da OPEP.

ClimaInfo, 29 de novembro de 2023.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.

Você também pode se interessar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui