Mulher assassinada pelo companheiro tinha dito que não se sentia ameaçada, diz MP

0
45
mulher-assassinada-pelo-companheiro-tinha-dito-que-nao-se-sentia-ameacada,-diz-mp
Mulher assassinada pelo companheiro tinha dito que não se sentia ameaçada, diz MP

De acordo com informações do MPE, ele foi preso no dia 5 de outubro em contexto de violência doméstica e permaneceu na cadeia até o dia 24 de novembro. A própria vítima se manifestou pela liberdade do companheiro, “declarando não se sentir mais intimidada pelo mesmo” na audiência realizada na semana passada.

Diante da declaração, o MPE não encontrou motivos para defender a manutenção da prisão preventiva de Felipe e em decorrência da vontade de Madalena, se manifestou pela soltura do suposto agressor.

Felipe foi solto durante o fim de semana, depois da audiência realizada pela Vara de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

O Ministério Público explicou também que a prisão preventiva foi substituída por medidas cautelares que poderiam ser a participação do suspeito em grupos reflexivo e outros projetos similares.

Ele foi solto com a condição de não mudar de endereço sem comunicar ao juízo e comparecer quando fosse convocado, conforme a decisão do juiz Antiogenes Ferreira de Souza.

Em nota, a Defensoria Pública, que atuou na defesa do suspeito, afirmou que tanto a acusação como a defesa concordaram com o pedido de soltura e aplicação de outras medidas alternativas à prisão.

Crime aconteceu no fim da tarde desta segunda-feira (27) — Foto: Divulgação/PM

O assassinato

A Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência de violência doméstica no fim da tarde de segunda-feira (27). Quando chegou ao local, a equipe encontrou Felipe sentado em frente à kitnet, onde morava com Madalena.

Conforme o relatório da polícia, os militares encontraram a vítima deitada na cama sangrando, com ferimentos de faca no peito e no lado esquerdo da barriga.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) compareceu ao local, tentou reanimar Madalena, mas sem sucesso. A perícia foi realizada e depois o corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal.

Felipe confessou para a polícia que matou a companheira e ainda teria pedido para uma vizinha chamara a polícia e o Samu. Depois de ser apresentado na delegacia, foi levado para a Unidade Penal de Palmas.

O suspeito passou por audiência de custódia na tarde desta terça-feira (27) e a prisão pela morte de Madalena foi convertida em preventiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui